Sheyla Smanioto começou a escrever para fazer as pazes com o próprio corpo e nunca mais parou. Com seu primeiro romance, Desesterro, ganhou os prêmios Sesc, Jabuti e Biblioteca Nacional de Literatura. Em 2017, foi apontada pela revista Forbes como um dos jovens com menos de 30 anos que fazem a diferença no Brasil. Participou do Printemps Littéraire Brésilien e do Salão do Livro de Paris. Conta com apoio do Itaú Cultural para escrever seu novo romance.