Desesterro n’O Diário de Maringá

desesterro, entrevistas, notícias, Uncategorized

“O romance Desesterro (Editora Record, 304 páginas, R$ 39,90) não é apenas uma história que brinca com o leitor de não deixar claro o que é sonho e o que é realidade. Entre misturas de pesadelos, misticismo, morte e mulheres marcantes, tudo é real e tudo é sonho em Vila Marta e Vilaboinha – os palcos da narrativa. O livro é também o “sonho das páginas próprias”, como define a própria autora, Sheyla Smanioto.

Cheio de originalidade e lirismo, o primeiro romance publicado da escritora de Diadema é um soco no estômago, no melhor dos sentidos. Às vezes sombrio, às vezes ecoando esperança em cada frase, Desesterro foi digno do Prêmio Sesc de Literatura em 2015. “Já escrevi outros, mas esse é o primeiro que eu escrevi querendo encontrar leitores, ser lida, ecoar além dos meus cadernos”, conta Sheyla.

A ideia surgiu quando ela percebeu que a vida que conhecia não constava na literatura ou não era abordada da perspectiva da periferia e das mulheres. As personagens femininas notáveis, enterradas e desenterradas entre violência e fome, realmente lembram todas as lutas das mulheres de hoje: vitórias, tragédias, mas obstinação e coragem nas batalhas.”

Leia na íntegra a resenha com entrevista, de Larissa Bezerra

Anúncios