Entrevista: 10 perguntas do Listas Literárias

“Discutir a condição das mulheres é urgente, não tinha como isso não aparecer no Desesterro. Se temos uma literatura predominantemente masculina, em termos brutos temos uma literatura que cuida de metade da experiência do que é ser humano (em termos brutos, repito, já que há os que sequer se identificam em gêneros). É como ver a lua girar e esquecer que giramos juntos e que nada sabemos sobre o seu lado escuro. É claro que um escritor homem pode escrever sob o ponto de vista de uma mulher, não é esse o ponto. O ponto é: precisamos, como sociedade, conhecer a experiência de ser mulher, a experiência do corpo feminino, tão bem quanto conhecemos a experiência masculina. Estou falando de estruturas. A jornada do herói, que pauta tantas narrativas, é uma experiência essencialmente masculina. O que seria uma experiência feminina? É uma das perguntas que tento responder em cada frase que escrevo.”

Entrevista na íntegra no site Listas Literárias

Anúncios