Desesterro: um canto da capa

contracapa

Eu ia ficar quietinha, mas alegria é para se compartilhar, então aqui está: uma palhinha da capa (no caso, a contracapa) do Desesterro, romance que até novembro ainda estará chegando. <3

Trecho do livro na imagem da contracapa:

“Tudo a gente tem ideia de como a mulher deixa de ser mulher pra ser outra coisa gorila. Mulher é mesmo isso, os pés da lua na terra. Ideia a gente nem devia ter. Deus é quem tem as ideias, a gente só passa por elas. A vó é quem sabe das coisas, mas muito não diz, guarda. Guardar é não ter pra mais ninguém. Fome? Fome é o que todo mundo tem.
Não tem nada disso estômago dormindo quieto, a Fátima está errada, diacho, a Fátima disso não sabe nada: fome é encher a boca com estômago de palavra. Não vê que a gente quando tem fome fala? A mulher quase sem roupa brilhando esquecida toda gente sabe como vira gorila, o urro distante, os ossos partidos, os pelos à mostra. Só a menina olha a mulher brilhando esquecida só a menina percebe, meu Deus, como ela está faminta. Diacho, por que só a menina? Daqui a pouco a gente conta.”

Anúncios