Carta aos amigos escritores

Gosto de amizades que já começam antigas. Descobri, tem jeito: é conhecer pelo avesso, corpo carne palavra, é se encontrar lado a lado escavando um poço, palavra por palavra escalando o poço, palavra por palavra roendo osso, palavra por palavra se perdendo, louco, às vezes caído, quase morto – palavra por palavra. Gosto de amizades, deixo antigas, de pouco um tudo: gente de palavra.

Anúncios