Despertador

Guardada na boca de um lagarto, ela e outros vinte e sete não vinte e oito dentes, ela e seus amigos da quarta série seus amigos caninos incisivos molares esperam sua vez de encontrar a língua, a língua ela não vê a hora. A gengiva é barato pouco, já experimentou? A língua do lagarto faz da gente gato contrário, faz ninho no céu da boca, lambe tudo prato osso calcinha. A língua separa nossos órgãos cada um ela separa cataloga e cuida, ela se dorme entre eles, meia buceta, uma folga, pra bem dizer uma grande besteira, línguas de lagarto não são assim contrário de gato, não são assim abraço quente cobertor do dente. Línguas não são assim, que besteira, o despertador toca a função soneca acorda, línguas não são assim que raiva ter que ser assim: cinco minutinhos e nenhuma lambidinha.

Anúncios