Introdução do livro O registro aos pés da letra

As cartas dispostas a seguir foram encontradas e devidamente catalogadas por um grupo de pesquisadores capacitados. A transcrição foi feita para o melhor entendimento do leitor, já que as mesmas possuem rasuras e garranchos que mesmo o bom leitor pode não decifrar. Felizmente, com a ajuda de especialistas, conseguimos diferenciar os “f” dos “g”, e finalmente entender o que são “sintomas gatais”. O leitor não terá esse problema.

Terá outros, porém: o trabalho de transcrição não pôde recuperar ao texto o seu provável nexo anterior. Os processos históricos que levaram a tais problemas ainda não foram devidamente esclarecidos (sabe-se de pelo menos duas pesquisas em torno desse problema sendo realizadas na América Latina, e três na Europa), o que esperamos resolver em uma próxima edição crítica.

O conjunto de cartas comprova a existência de um pesquisador que, diante de uma peste que substitui o real (data incerta), acreditou ter saído ileso e se propôs a registrar suas investigações em busca de uma possível cura. Ele se utiliza de uma avançada técnica (a escrita) para saltar de seu corpo e mantê-lo sadio, porém teve que enfrentar o humor irônico dos caminhos da escrita, que o colocara sob o risco de se infectar em sua tentativa de cura (qualquer leitura atenta das cartas encontra indícios de que esse tenha sido o seu destino).

O texto começa com a própria prática dessa técnica, a escrita, com o pesquisador primeiro sadio e, conforme escreve, envolvendo-se por ela até se tornar apenas ela, já alheado de seu corpo e povoando esse outro lugar. Seus intentos de, no interior dessa linguagem (e mesmo enquanto ainda se afunda nela), desenvolver uma sintomatologia desta peste – sob a constatação “lógica” de que precisa construir um duplo-descrito dela para poder capturá-la – transforma-o/sua linguagem e deixa-nos diante de um “paradoxo interpretativo”: ou a peste é a própria escrita, ou a escrita o envolveu a tal ponto que ele só consegue dizer em suas “lógicas” e jamais saberemos que peste é esta.

O seu destino é agora desconhecido.

inter

Introdução do livro O registro aos pés da letra.

Anúncios