poema enquanto espero

experimentos literários

estou esperando a loucura vencer
mas quem vai falar de validade
pra coisa assim tão avessa ao tempo
aos piolhos ao leite azedo ao portal do uol
quem vai falar? quem vai chegar e falar
sem meias palavras, na cara dela
cuspindo sem jeito, alface no dente
vem cá, sua pilantra
vem logo antes que eu

Anúncios